quarta-feira, 15 de setembro de 2010



E eu fico nessa, sempre quero mais, quero que não acabe, que transborde, sobre, escorra pelas bordas. Quero tanto. Dói querer muito.