sábado, 4 de dezembro de 2010

 
 
Algumas coisas em mim mudaram. Não quero falar coisas amargas, mas entendi alguns sentidos (ou a falta deles). Muitos sonhos viram purpurina. Outros dizem que vão comprar cigarro e nunca mais voltam.