domingo, 24 de abril de 2011


“Nunca soube a cor exata de seus olhos. Quando os via muito de perto, minha única preocupação era observar o movimento dos pontinhos dourados no fundo das pupilas.”
Caio Fernando Abreu