terça-feira, 7 de junho de 2011


Quero mais você. Quero mais eu. Quero mais nós. Quero mais nós que não se desfaçam. Eu aqui. Você aí. Nós longe. Te quero perto, então vem. Vem radiante como o Sol e calmo como a Lua. Vem pra perto de mim. Me dê sua mão. Mãos dadas, entrelaçadas. Cola aqui. Cola em mim e não desgruda. Quero você pela manhã, pela tarde e pela noite. Você aqui o dia todo. Um café às 5 da tarde na varanda. Quero mais um pôr-do-sol pra ter a sensação de ser pra sempre. A tarde inteira, toda a madrugada, com você me fazendo rir. Eu aqui. Você aí. Nós longe. Tomara que a gente não se perca. No caminho. No destino. Na saudade. Mas se cuida, se cuida bem. E se puder, volte. Volte melhor. Volte sorrindo. Chegue de repente. Me faça surpresa. Bata na porta e diga “Eu senti saudades suas”. Abra os braços. Me abrace. Abrace forte e nunca mais solte. Fica aqui. Fica pra ver o sol nascer. Fica pra eternizar.