terça-feira, 12 de julho de 2011


Maria é gostosa, é burra, é piriguete, mas tem um coração de ouro, uma ingenuidade cativante, uma malícia que intriga e é dona do sorriso que iluminou um país inteiro. Maria erra e acerta, se arrepende, corre atrás, chora, se humilha. Quem nunca “mariôu” ?