segunda-feira, 24 de outubro de 2011


Eu me quero de volta, quero meu egoísmo, minhas infantilidades, minha impaciência, meu amor próprio. Quero o meu eu que você tirou de mim sem permissão, me devolve, me destranca, me deixa respirar, tô com saudades de mim.