sábado, 26 de novembro de 2011

” .. Talvez ele faça aquela cara de dengoso e sinta saudade do quanto você gostava disso ou percorra trajetos que eram seus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças. As boas. Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você.Todos os dias. E ainda assim preferir o silêncio. Ele pode reler seus bilhetes, procurar o seu cheiro em outros cheiros .. ”

- Caio F.