segunda-feira, 7 de novembro de 2011



Sim, meu bem. Abdiquei de mim. Entre. More aqui. E cresça em mim. Crie raízes. E frutifique. No outono, serei o vento que leva para longe as folhas que já não te servem. Na primavera, serei flor. No verão, serei sol a te aquecer. E no inverno, sentirás a minha chuva a banhar-te. Entre. E sejas alegria em mim.