sábado, 24 de dezembro de 2011


"Se eu te pedir baixinho, com carinho, com cuidado, quase como uma prece, pra você cuidar de mim você cuida? Se eu te falar que nem vou fazer barulho, nem vou dar muito trabalho, que só preciso de algumas frases clichês, de alguns abraços sinceros, você fica? Eu finjo que não sou hipérbole meu bem, que não sou espinho, sou só flor, se tu quiseres, se tu ficar."

— Clara D.