quarta-feira, 17 de dezembro de 2014



Minha mãe me ensinou a sempre pedir licença ao entrar em uma casa. Mesmo que eu já seja de casa. E eu aprendi. Repito o mesmo em caso de conversas, em caso de pegar algo emprestado, em caso de me retirar de algum lugar, e em caso de coração. Eu não tenho coragem de invadir o coração de ninguém. Eu sou boba e só sei entrar de mansinho, calada e respeitando os espaços. E é por isso que eu nunca fico. As pessoas gostam de furacões, de quem arrebenta portas e invade. E mesmo que eu morra sozinha, nunca vou perder meus princípios.

Yasmin Diniz.