sexta-feira, 26 de junho de 2015


“Mas o que dói mesmo é esse finalzinho de dia. 
A hora que eu validava a minha existência com a sua atenção.”

Tati Bernardi.