domingo, 15 de maio de 2011


Ao contrário de todo mundo, que fica se ressentindo ‘porque ela me deixou, não sabe o que perdeu’, eu não tenho medo de dizer: Eu é que fui covarde e babaca