sexta-feira, 30 de novembro de 2012


“Demorei muito para acreditar na mais louca e cruel verdade: quem gosta de você vai te tratar bem. Quem gosta de você se importa, quer o melhor, te procura, te liga, te dá satisfação. Quem gosta quer estar junto. Quem gosta demonstra. Quem gosta faz planos. Quem gosta apresenta para a família e amigos. Quem gosta manda uma mensagem bobinha só pra dizer que ama. Quem gosta carrega uma foto sua dentro da carteira pra ver quando dá saudade. Quem gosta abraça na hora de dormir. Quem gosta dá um beijo de boa noite e de bom dia. Quem gosta aguenta suas reclamações, sua cólica infernal, suas manhas e manias.”

- Clarissa Côrrea.





quinta-feira, 29 de novembro de 2012



Lembrei da sua risada, então sorri.








“ Ás vezes me pergunto se existe algo de errado comigo. Talvez eu gaste tempo demais na companhia de meus heróis românticos literários, e consequentemente meus ideais e expectativas são extremamente altos.

 50 Tons de Cinza.




segunda-feira, 26 de novembro de 2012


Engole um espelho, menina. Aprende que bonito, é o que a gente é por dentro.

 Caio Fernando Abreu.







Talvez eu até mereça essa sua atenção momentânea, mas a longo prazo sou uma garota que não funciona direito. É como se eu fosse uma vitrola antiga, com a agulha defeituosa. Se você parar para prestar mais atenção em mim, vai se dar conta que eu fico roçando no vinil e atrapalhando a música, provocando aqueles ruídos que dão agonia nos dentes. E sabe o que é pior? Eu não tenho conserto, não há peças de reposição no mercado, sou uma causa perdida.






A má notícia é que, a julgar pelo meu entusiasmo nos últimos dias, morri. Até já decidi minha lápide - “Viveu lutando pelo amor e as sensações que valem a pena ser vividas. Fracassou miseravelmente.

 Gabito Nunes








"Nós temos algo, um lance, um rolo, um arrebate, um frisson ou um caroço, não sei, algo importante, uma espécie de relação-lixo-reciclável. Se você perguntar a ela o que é, tenho que certeza que vai de “Ah, é um carinha aí que fica me rondando”. Se questionar a mim, vou me sair com algo do tipo “Sim, é uma menina que levei pra casa algumas noites”. Só que não é bem assim. Agora a gente discute o relacionamento que nunca tivemos coragem de ter. Ela diz que sou um cara bacana mas faço questão de parecer babaca, eu digo que ela sabe que é gostosa e especial, por isso trata os outros feito lixo. Ela argumenta sobre algo, que se eu bem entendi, tenho um pênis no lugar do nariz. Digo que se não tivesse chegado a tempo, ela estaria na fila do banheiro levando uns amassos daquele sujeito só pra se sentir sexy amanhã. Ela não vai cair na minha. Eu não estou tão desesperado assim. E sempre há o ato final, sem aplausos, com a pequena plateia farta de nossas más atuações. Vão me dizer “Ei cara, se decide, ou caga ou desocupa a moita, tem mais gente interessada, não vê que assim trata a menina mal?”, e vão aconselhá-la “Depois não adianta chorar uma semana inteira e me ligar achando que posso dormir uma noite lá e consolar você”. É sempre a mesma coisa, mas é que, sei lá, as coisas parecem menos complicadas enquanto a gente se beija."







sábado, 24 de novembro de 2012



"Você sempre me negou a possibilidade de darmos certo, e eu sempre te neguei a possibilidade de eu te abandonar. Éramos distintos, com opiniões e conceitos totalmente diferentes e opostos. Você era a favor de alguma coisa, e eu era contra, e sempre acabávamos entrando em uma guerra por isso. Você me negou a possibilidade de sonhar ao seu lado, tampouco construir uma história. Eu sempre te neguei o abandono, a solidão e saudade, mas jamais neguei o meu amor, apesar de tudo."

- Alugue Felicidade






Nós éramos sem começo, sem meio, sem fim, sem solução, sem motivo. Ainda assim, há meses, há séculos que se arrastam deixando tudo adulto demais, morto demais, simples demais, exato e triste demais, eu sinto sua falta com se tivesse perdido meu braço direito." 

Tati Bernardi






"Ele não serve pra você, Zoe”. Era o que todos diziam, e eu só…engolia seco. Sempre fui de me importar muito com as opiniões alheias, mas quando o comentário era sobre ele, parecia que eu não escutava mais nada. Eu não procurava o ideal, alguém que fosse cuidar de mim, até porquê ele era muito complexo para isso. “Caleb, o que você sente?” “Eu não sei o quê eu sinto”. Apesar de ser complicado, eu me esforçaria o máximo possível só para entendê-lo. Corrijo o que todos falam à respeito dele, se ele não serve para mim, ninguém mais serviria." 

- Caleb and Zoe







quinta-feira, 22 de novembro de 2012

domingo, 18 de novembro de 2012


"Depois eu lembrei que todo mundo passa mas ninguém fica e tive vontade de chorar o choro mais longo e pesado do mundo."

Martha Medeiros





"Deus deseja que vivamos na prontidão. Em liberdade. Esse é o relacionamento que deseja que tenhamos com ele. Exemplo: Você e eu somos amigos, há uma prontidão dentro do nosso relacionamento. Quando nos vemos ou quando estamos separados, há a prontidão de estarmos juntos, de rirmos e falarmos. Essa prontidão não tem definição concreta: é viva, dinâmica, e tudo que emerge do fato de estarmos juntos é um dom único que não é compartilhado com mais ninguém. Mas, se ao mudar “prontidão” por “expectativa”, subitamente a lei entra no nosso relacionamento. Agora você espera que eu aja de um modo que atenda ás suas expectativas. Nossa amizade viva se deteriora rapidamente e se torna uma coisa morta, com regras e exigências. Não tem mais a ver com nós dois, mas com o que os amigos devem fazer ou com as responsabilidades de um bom amigo."

A Cabana.







"Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida."

Cora Coralina.






"Não me diga que eu posso chorar. Tenho um medo imaturo de nunca mais parar."

Camila Costa.






“Preciso de alguém que me olhe nos olhos quando falo. Que ouça a minha tristeza, com paciência, e ainda que não compreenda, respeite meus sentimentos.Preciso de alguém amigo o suficiente para dizer-me a verdade , mesmo sabendo, que posso odia-lo por isso.Que teime em ser leal ,simples e justo. Preciso de um amigo, que,me aceite como sou, e que me ame de verdade!”

 Charles Chaplin.





sexta-feira, 16 de novembro de 2012


Não adianta fingir que não sente na tentativa de passar a não sentir e quer saber? Te amo, te amo de um jeito que eu tento explicar e não sei…engasgo, afogo e uso palavras pela metade. 

— Tati Bernardi





terça-feira, 13 de novembro de 2012


Ele me enche de certezas e depois me cobre de dúvidas. Ele me faz feliz em um momento, e depois me faz desabar em outro. Ele tem o dom de me fazer sorrir sem parar, e o dom de passar noites em crises, chorando. Ele me tem. Ele sempre me teve. E mesmo que seja difícil pra mim admitir isso, sim, eu sou totalmente e irreversivelmente apaixonada por ele. E as vezes, parece que ele foi feito na medida certa pra mim, nem menos, nem mais, na medida. Ele é perfeito pra mim, inclusive com as imperfeições dele. Eu amo os olhos dele, o nariz, a boca, tudo. É meio clichê eu sei mas eu penso, repenso, e trepenso nele todos os dias. Ele pensaria em mim? Não sei. Só sei que ele me faz bem, e quando te faz bem… nunca deixe escapar.

- Eu trepenso você.






sábado, 10 de novembro de 2012


"É bonito, não? Duas pessoas se sentirem, se saberem, se precisarem, se amarem, os dois na mesma intensidade…"

Shami.





quarta-feira, 7 de novembro de 2012


"Desculpa por todas as vezes que tu acordou e tinha uma mensagem minha, é que a saudade falou mais alto, me desculpa. Desculpa por eu ainda te ter como parte de mim, por te fazer importante. Desculpa por eu pensar tanto em ti, até tento pensar em nada, mas é que quando eu não penso em nada, esse “nada” vira você, assim, rapidinho. Desculpa por não ter te deixado quando tu me deixou, é que sabe, não é tão fácil pra mim como é pra você, e cara, me desculpa. Desculpa por eu te amar tanto. Desculpa por eu te querer perto de mim. Desculpa por eu ainda sonhar com teus olhos castanhos me olhando, me mimando com palavras carinhosas. Assim, igual tu fazia comigo nas nossas tardes juntos. Que saudade disso. Ah, me desculpa por sentir saudade. Desculpa por não conseguir viver sem tua presença, me desculpa. Mas é que quando tu ta perto, mesmo que não querendo estar perto de mim, eu me sinto bem. Sinto que te amo. Me desculpa por tudo. Me desculpa por não conseguir te esquecer. Na verdade, me desculpa por nunca tentar, mas é que só de pensar nessa ideia de não lembrar do efeito que teu nome causa em mim, meu coração aperta, me desculpa. Me desculpa por ir dormir pensando em você, pensando em nós. Pensando no que o “nós” poderia ter sido, me desculpa. Me desculpa por tudo o que ainda sinto por ti, me desculpa por isso, você não teve culpa (ou tem) mas é que depois de sentir o sabor do teu beijo todos os outros ficaram sem graça, me desculpa. Me desculpa por tanto pedir desculpas. Me desculpa por não conseguir viver sem você."

— Bianca Stephania.





segunda-feira, 5 de novembro de 2012


"Você aceita a vida, porque é o que a gente acaba fazendo para não se matar ou não matar todos os imbecis que escutam você reclamar horas sem fim das incertezas do mundo e respondem sem maiores profundidades: relaxa!"

Tati Bernardi.






"Não adianta tentar tirar da cabeça quem se alojou no coração. Não adianta fingir que não sente na tentativa de passar a não sentir. E quer saber? Te amo. Te amo de um jeito que eu tento explicar e não sei. Palavra fica presa. Engasgo, afogo e uso palavras pela metade. Na hora H sempre falta uma vogal. Mas quer, de novo, saber? Meu coração nunca foi pela metade: sempre foi-inteirinho-seu. Plim!"

Clarissa Corrêa





domingo, 4 de novembro de 2012



" ELA É A ÚNICA QUE TE CONFUNDE, ELA É A ÚNICA QUE TE DERRUBA, ELA É A ÚNICA QUE TE LEVANTA, ELA É A ÚNICA QUE VAI TE ATENDER ÀS 3 DA MANHÃ, ELA É A ÚNICA QUE VAI TE PERDOAR, TE ENTENDER, ELA É ÚNICA! ENTÃO, VALORIZA! "

ORQUESTRANDO.