quinta-feira, 29 de agosto de 2013


Procuro agir de acordo com meu coração. Todas as vezes em que gostei eu disse. Mesmo não sendo recíproco. Mesmo enchendo meu travesseiro de lágrimas. Mesmo tomando um pé na bunda. Orgulho e sentimento são coisas que não andam de mãos dadas. Pra gostar a gente tem que se entregar e mandar o orgulho pra China.

Clarissa Corrêa.







E por um determinado momento eu pensei em largar de mão, desistir. Só que um segundo depois me fiz às seguintes perguntas: a gente desiste da gente? A gente desiste dos nossos sonhos assim tão fácil? A gente se preocupa tão pouco em resgatar o que nos faz bem? E eu larguei tudo o que me prendia de forma negativa nessa fase ruim e concentrei todas as minhas forças em recuperar o que a gente tinha. Tinha não, tem. E eu descobri. Desistir de você, era a mesma coisa que desistir de mim mesma. Como eu poderia deixar escapar de uma maneira tão estúpida a razão da minha felicidade? Enquanto milhares de pessoas estão à procura dela, eu com a sorte que tenho de ter encontrado, ia deixar escapar assim? E foi a partir dessa pergunta, que encontrei todas as respostas. E elas não poderiam ser melhores.

Tati Bernardi.





“ Sabe de uma coisa? Não, você não sabe. Vou te contar. Eu ando tão sensível. Precisando assim de uma palavra suave, de um gesto inesperado - e belo. Você consegue me surpreender de um jeito bom? Diz que sim, preciso tanto de você. Que coisa louca essa: a gente precisa de alguém… Ando meio fora dos trilhos, se é que você me entende… Palavra é a coisa mais séria que existe na minha vida. Por favor, não me engane. Por favor, não me enrole. Por favor, não me minta… Não faça com que eu perca essa pureza. Entende? Dar a palavra é assinar um contrato imaginário: minha alma não vai ferir a sua. Por favor, dê valor para as suas palavras. ”

- Clarissa Corrêa.






E eu, no fundo, te perdoava, te entendia, te amava cada vez mais. Você me mandou embora da sua casa, do seu carro, da sua vida, da memória do seu computador, do celular e do coração. Você me deletou. E eu fiquei quietinha, te esperando, rezando pra você ver que amor maior não tem.

Tati Bernardi.






Ela sabia que precisava dele. Pelo menos naquela noite chuvosa e sem grandes esperanças. Mas tinha medo da compulsão. De querer ele sempre e sempre e pra sempre. E amanhã e depois. E de dia, e tarde, de madrugada. E não saber digerir tanto amor e tanto amor acabar lhe fazendo mal. Só mais um pouquinho, pensou. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Amanhã era amanhã. Depois ela resolvia.

Tati Bernardi.







Não tenha medo da quantidade absurda de carinho que eu quero te fazer. Nem de eu ser assim e falar tudo na lata. Nem de eu não fazer charme quando simplesmente não tem como fazer. Nem de eu te beijar como se a gente tivesse acabado de descobrir o beijo. Nem de eu ter ido dormir com dor na alma o fim de semana inteiro por não saber o quanto posso te tocar. Não tenha medo de eu ser assim tão agora.

Tati Bernardi





Deixa eu tirar a poeira deste teu sorriso e combinar ele com o meu. Parece um daqueles convites bobos quando a gente quer conquistar alguém, mas você sabe que eu nunca quis conquistar ninguém, que o meu desapego com a vida raramente me deixar querer muita coisa além de um papel e uma caneta. Amores à parte, meu coração nunca foi um grande vencedor. Quando ele te olha e quer experimentar a sensação de ser um vencedor pelo menos uma vez na vida. O coitado quer acertar e te fazer feliz. Quer amar e aprender a ser feliz. Eu não sei se essas coisas a gente realmente aprende na vida ou se são acasos, mas seja lá como for, vem me ensinar, vem aprender comigo. Vem fazer da nossa poeira uma casa bonita e limpa. Prepara os móveis, os panos, as vassouras, a cama nova e a decoração: o amor já destrancou a fechadura.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013






Porque você é uma menina com uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino, o que, aliás, você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado. 
E porque você é uma menina com uma flor e chorou na estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras. E porque você sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu cotidiano, e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre um nicho, mesmo quando põe o cabelo para cima, parecendo uma santa moderna, e anda lento, e fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der uma paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo. 
E porque você é uma menina com uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta, e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca. E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele, e ele escuta e não concorda porque ele é muito meu chapa, e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos na primeira noite da Criação, e você é capaz de ficar me olhando horas. 
E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara-na-Vidraça, e quando eu olho você muito tempo você vai ficando nervosa até eu dizer que estou brincando. E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro. 
E sendo você uma menina com uma flor, eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho, como nesse último mês em Paris; fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum; os móveis ficam parados me olhando com pena; é um vazio tão grande que as mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas, a mão no queixo, a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê. E porque você é a única menina com uma flor que eu conheço, eu escrevi uma canção tão bonita para você, “Minha namorada”, a fim de que, quando eu morrer, você, se por acaso não morrer também, fique deitadinha abraçada com Nounouse cantando sem voz aquele pedaço que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois. 
E já que você é uma menina com uma flor e eu estou vendo você subir agora - tão purinha entre as marias-sem-vergonha - a ladeira que traz ao nosso chalé, aqui nessas montanhas recortadas pela mão de Guignard; e o meu coração, como quando você me disse que me amava, põe-se a bater cada vez mais depressa. 
E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço, e o mato à nossa volta se faz murmuroso e se enche de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos - eu sei, ah, eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive, e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei; e que todas as mulheres que eu amei, como tristes estátuas ao longo da aléia de um jardim noturno, foram passando você de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfrentando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações - porque você é linda, porque você é meiga e sobretudo porque você é uma menina com uma flor.

(Vinicius de Moraes - Para uma menina com uma flor, página 91)





domingo, 25 de agosto de 2013


Não é isso que todo mundo acha super divertido? Beber e fumar, e beber, e fazer sexo sem amor, e beber e fumar e dançar e chegar tarde e envelhecer e não sentir nada? Sabe Zé, no começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada. Nada. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa. Hoje tem risada alta, tem festinha, tem maquiagem e música. O senhor promete que não me julga, Zé? Eu sei que você se atrapalha, liga aqui pra cima e fica até mudo. São tantos nomes, não é? Mas é só fazer que nem eu: chama todo mundo de “o outro”. Todos são outros. Porque o de verdade, Zé, o de verdade não existe. A gente chora, escreve lá umas poesias profundas, chora, mas um dia a gente acorda e descobre que esse aí não existe não. Amanhã é um novo dia. Um novo outro qualquer. Eu queria te dizer que eu sinto muito, Zé. Mas eu não posso te dizer isso porque a verdade é que eu não sinto mais nada. Nadinha, Zé.






O amor desbasta o ego. Enxuga excessos. Delata as mínguas. Transforma as mágoas. Destrona arrogâncias e idealizações. Desmancha certezas e tece oportunidades. Bagunça a autoimagem todinha, piedade zero, culpa nenhuma. O amor percorre territórios devastados da alma com a calma necessária para reflorestar um a um. Dissolve neblinas. Revela o sol. Destece máscaras. Reinaugura a humildade. Faz ventar. Faz chorar. Faz sorrir. Faz tempestade um monte de vezes pra dizer também céu azul um monte de vezes depois.





Você quer tudo na sua hora. Se você quer ir embora, você vai, se você quer voltar, você volta, se você quer ouvir se estou sentindo saudade sua, você pergunta. Você vai e volta sem ao menos saber se eu estou bem, mas quer saber? Cansei de aceitar; de aceitar você ir, de aceitar você de volta.





Eu não faço a menor idéia de como esperar você me querer, porque se eu esperar, talvez eu não te queira mais. 

 Tati Bernardi.





sábado, 24 de agosto de 2013


Eu queria não acordar e lembrar que ainda preciso conquistar você, porque você brinca de ser meu, mas mora do outro lado mundo. E eu não sou atleta e nem forte para correr tanto e tão longe, por isso gostaria de destruir tudo o que é seu do meu mapa. Eu tenho muita preguiça do seu olhar de “já sei o que é sofrer, agora posso viver sem medo porque descobri que eu não morro”. Eu já sofri por aí, mas ainda morro muito, todo dia eu velo meus restos e conto uma piada para ninguém perceber.

TATI BERNARDI.







Eu te prometo, eu me viro do avesso só pra te abraçar. Eu quero me enrolar nos teus cabelos. Abraçar teu corpo inteiro… Morrer de amor, de amor me perder.

Caetano Veloso







Eu tenho que arranjar algum conforto pra viver. Paixão é bom, eu sei…já tive mais de mil. Mais de mil vezes eu vi que era engano, que era por mim que eu estava chorando e tanto tempo eu tento que me sirva de consolo. Eu quero amar alguém, sem delirar de novo. Se Deus existe mesmo e o amor é seu agente, então ele só pode fazer bem pra gente.

Cazuza





“Eu disse: a lua está tão bonita que dói por dentro. Ele não entendeu. É tudo tão bonito que me dói e me pesa. Fico pensando que nunca mais vai se repetir, é só uma vez, a única, e vai me magoar sempre. Não sei, não quero pensar. Neste espaço branco de madrugada e lua cheia, preciso falar, e mais do que falar, preciso dizer. Mas as palavras não dizem tudo, não dizem nada.”





quinta-feira, 22 de agosto de 2013





Eu sei que você tem medo de não dar certo. Acha que o passado vai estar sempre perto e que um dia eu vou me arrepender. E eu quero que você não pense em nada triste. Porque quando o amor existe, o que não existe é tempo pra sofrer.

Los Hermanos.







E todo mundo dizia para eu esquecer, para sair dessa, para tirar da cabeça. E você me mandou embora e eu quis ficar, eu queria ficar, meu Deus, como eu queria ficar! Ninguém entendia, nem eu me entendia, mas eu queria ir até o fim, queria ir até onde eu tinha forças, até onde existisse uma fagulha de sentimento. Eu pensava: enquanto existir sentimento vai existir coragem. E eu tinha coragem de sobra. Eu queria ficar. Eu queria você. Eu te queria desesperadamente. Eu precisava precisar de você.

Clarissa Corrêa





terça-feira, 20 de agosto de 2013


[...]Quero dizer que o amor só é verdadeiro quando dura até o último suspiro de vida. Não importa se foi seu primeiro parceiro ou o quinto. O verdadeiro sempre será aquele que não deixa existir o próximo.
O amor não deve ser esperado nem desesperado. É preciso estar distraído, desacreditado para tropeçar nele. E o mais importante: continue caminhando, afinal nunca ouvi falar de alguém que esbarrou com algo maravilhoso enquanto estava sentado.
Quando acreditamos novamente no amor, acreditamos de novo na nossa capacidade de fazer alguém sorrir por nossa causa.
Nada melhor do que encontrar brilho nos olhos de alguém e um silêncio coberto de sentimento causado pelo nosso abraço...
Assim como Cazuza, eu também "quero a sorte de um amor tranquilo."
Aliás, quem não quer?

 Laynah Diaz










Eu tenho medo de ter medo pelo resto da vida






sábado, 17 de agosto de 2013


Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu.

 — Caio Fernando Abreu.






Me diz o que você quer, que eu vou fazer. Você quer um apartamento maior? Eu mudo de emprego e compro pra você. Quer ter filhos? Vamos tentar ter. Só me diz o que você quer, o que realmente procura. Eu não posso ficar sempre adivinhando, então me diz o que quer. Porque o que eu quero, está parado na minha frente. Em minhas mãos. 

 (P.S. Eu Te Amo)











Eu quero casar com você, quero acordar do seu lado, quero brigar com você. Quero mandar você calar a boca mesmo sabendo que você não vai calar, e te calar beijando você. Quero provar todos os dias que eu te amo. Quero te fazer feliz, assim como você me faz. Quero fazer amor com você ouvindo você suspirar, falando meu nome. Quero que você não precise de mais ninguém, só de mim. Quero morrer de cansaço ao correr atrás de você, depois de uma guerra de travesseiros. Quero dormir com você naquele sofá apertado depois de assistir o seu filme preferido. Quero morrer de rir ao ouvir você me contando uma piada, por mais sem graça que seja. Quero te acordar com vários beijos. Quero dizer que te amo. Eu apenas quero te fazer feliz, como ninguém nunca fez. Quando desliguei o telefone pra lá das 04:00 horas da manhã, eu disse que sonharia com você, apenas pela certeza de que sua imagem linda, clara, fascinante, jamais sairia da minha cabeça… Ao me deitar eu estava pensando em ti, eu não sei se é sonho, eu não sei mesmo o que acontece, mas eu te sinto sempre, até enquanto durmo, sinto seu toque, sua voz, seu sorriso. Sinto e vejo tudo, meu misto de sonho e realidade, por que demorou tanto pra chegar? Eu guardei um sonho bom pra ti, essa noite toda, foi perfeita, eu estive com você, da forma mais incrível, toquei seu coração, te dei o meu, e recebi o seu. Ao amanhecer sua imagem continuava nítida em minha mente, meio sonolenta acabei despertando pelo vibrar do celular, e era você. E tem sido você, e vai continuar sendo você. Por tanto tempo eu quis, e então você chegou. E entenda que eu não quero mais o travesseiro como companhia… É você que eu quero abraçar a noite inteira. Sentir seu carinho durante o sono, olhar para você enquanto estiver dormindo. Dar beijos no seu rosto só para te despertar. E de manhã, te dar um pelo “bom dia” para ficarmos o resto do dia nublado, deitados. Eu quero que você se sinta a pessoa mais feliz do mundo, a única capaz de ser pra mim um sonho em noite de insônia. Mas eu sempre soube que mesmo distante você estaria aqui pertinho. Você pode não conseguir segurar minha mão pra me livrar da queda, mas estará na minha memoria me fazendo esquecer a dor. E eu tô aqui, sabe? Pra conversar, brigar, rir, fazer loucuras. Não precisa me contar o que aconteceu ou porque você tá mal. Só me deixa tentar colocar um sorriso no seu rosto. Confesso que encontrei meu motivo pra sorrir. Encontrei alguém que eu queira dividir a minha cama, meu amor e minha vida. Encontrei alguém que aguentasse meu coração enjoativamente doce, e que suportasse meu humor incrivelmente amargo. Alguém que me vesse cair sem que eu gritasse e me desse a mão sem eu pedir. Alguém que me abracasse mesmo longe e me beijasse de cabeça baixa. Alguém que queira meu amor, mas que tenha minha amizade. Alguém que roube minha confiança e leve meu coração de brinde. Alguém que eu queira dormir de mãos dadas e acordar do lado. Alguém pra ser criança como eu, pra disputar quem aguenta ficar mais tempo sem ligar. Alguém que tenha teu tempo todo meu e minha vida toda dele. Alguém que deixe o mundo pra me dar um beijo. Alguém que encontrasse o que procurou a vida toda, aqui dentro de mim. Alguém pra eu contar meu dia e alguém pra falar “te amo”. Alguém pra ser meu, de um jeito bem clichê. Alguém pra eu viver aquilo tudo que eu julgava besteira e que hoje é tudo que eu tenho. Eu quero você. Digo, repito, falo outras mil vezes. De trás para frente, de frente para trás. De canto, de lado, da maneira que for. Eu quero você. Que tenha clichê, ciúmes, malicia, sacanagem, egoísmo, afeto, loucuras, falhas, erros, acertos, perdões, beijos, abraços, pegação, sexo, amor, transa, filme juntinho, dormir de conchinha, mãos dadas, que tenha todas as coisas do mundo, mas que seja apenas entre eu e você. Acho que dá pra perceber o quanto você me faz feliz, não é? Acho que já notaram que você é o amor da minha vida, e que é com você que eu quero passar minha vida toda. Tá tão na cara que eu sou completamente louca por você, completamente fascinada pelos seus olhos. E sim, isso tudo é verdade. Porque não há mais ninguém nesse mundo que eu ame mais que você, não há outra pessoa nesse mundo que eu queira estar junto, a não ser você. Não quero mais nada nem mais ninguém. Antes de lhe conhecer eu sempre quis alguém assim, como você. Alguém que fosse tudo de lindo que você é. Alguém que tivesse tudo de mágico que você possui. E eu ganhei um presente: você. De um modo incomum, de um jeito estranho, mas real. É que parece que quanto mais eu escrevo sobre nós, mais eu preciso escrever. O que você faz comigo hein? Como você consegue me deixar assim? Não, eu nunca me senti assim. Não desse jeito. E eu não vou deixar você ir, nunca. E muito menos irei embora também. Não quero que você me largue. Não quero te largar. Não quero ter motivos pra ir embora, pra te deixar falando sozinho, pra bater o telefone na sua cara… Eu fiz isso com todos os outros. É, só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. Dessa vez, com você, eu quero que dê certo. Você é o meu porto seguro. Porque eu sei que vai estar aqui por mim. Sempre me espera. Sempre me acalma. Não leva tudo o que eu digo a sério e me perdoa se eu erro. Você está aqui, até quando eu não mereço ou não espero. Eu não sei exatamente o porquê você sempre volta, mas eu gostei de todas as vezes que você voltou. Acho que o “pra sempre” é o tempo ideal pra curtirmos nosso amor. Eu sou tão feliz em dizer como a vida é maravilhosa, já que você está comigo. E pra te falar ainda mais a verdade, eu acho mesmo que você foi o príncipe que eu esperei a vida inteira. Porque eu te juro, de todas as coisas do mundo, eu só queria olhar pra você. Eu escolheria você. Se me dessem um último pedido, eu escolheria você. Mas eu amo você. Só queria terminar dizendo isso. Eu amo você. De verdade. 

— Tati Bernardi. 






sexta-feira, 16 de agosto de 2013


E eu quero brincar de esconde-esconde, te emprestar minhas roupas, dizer que amo seus sapatos, sentar na escada enquanto você toma banho, e massagear seu pescoço. E beijar seu rosto, segurar sua mão e sair p’ra andar. Não ligar quando você comer minha comida, e te encontrar numa lanchonete p’ra falar sobre o dia. Falar sobre o seu dia e rir da sua, sua paranóia. E te dar fitas que você não ouve, ver filmes ótimos, ver filmes horríveis. E te contar sobre o programa de TV que assisti na noite anterior e não rir das suas piadas. Te querer pela manhã, mas deixar você dormir mais um pouco. Te dizer o quanto adoro seus olhos, seus lábios, seu pescoço, seus peitos, sua bunda. Sentar na escada, fumando, até seus vizinhos chegarem em casa, sentar na escada, fumando, até você chegar em casa. Me preocupar quando você está atrasado, e me surpreender quando você chega cedo. E te dar girassóis e ir à sua festa e dançar. Me arrepender quando estou errado e feliz quando você me perdoa. Olhar suas fotos e querer ter te conhecido desde sempre. Ouvir sua voz no meu ouvido, sentir sua pele na minha pele, e ficar assustada quando você se irrita. Eu digo que você está linda, e te abraçar quando você estiver aflita, e te apoiar quando você estiver magoada, te querer quando te cheiro, e te irritar quando te toco e choramingar quando estou ao seu lado. E choramingar quando não estou. Debruçar-me no seu peito, te sufocar de noite e sentir frio quando você puxa o cobertor e sentir calor quando você não puxa. Me derreter quando você sorri, me desarmar quando você ri. Mas não entender como você pode achar que estou rejeitando você quando eu não estou te rejeitando, e pensar como você pôde pensar que eu te rejeitaria. E me perguntar quem você é, mas te aceitar do mesmo jeito. E te contar sobre o “tree angel”, “o menino da floresta encantada” que voou todo o oceano porque ele te amava. Comprar presentes que você não quer e devolvê-los denovo. E te pedir em casamento, e você dizer “não” denovo mas continuar pedindo, porque embora você ache que não era de verdade mas sempre foi sério, desde a primeira vez que pedi. Ando pela cidade pensando. É vazio sem você mas eu quero o que você quiser e penso. Estou me perdendo, mas vou contar o pior de mim e tentar dar o melhor de mim porque você não merece nada menos que isso. Responder suas perguntas quando prefiro não responder, e dizer a verdade mesmo que eu não queira, e tentar ser honesto porque sei que você prefere. E achar que tudo acabou, espera só mais dez minutos antes de me tirar da sua vida. Esquecer quem eu sou e me deixar tentar chegar mais perto de você. E de alguma forma, de alguma forma, de alguma forma compartilhar um pouco do irresistível, imortal, poderoso, incondicional, envolvente, enriquecedor, agregador, atual, infinito amor que eu tenho por você.




quinta-feira, 15 de agosto de 2013


Complicado esse nós. Esse nó. A gente vive se perdendo, se arrependendo, se deixando. Mas depois a gente consegue se achar. Você jura de pés juntos que não vai voltar. Eu juro de pés juntos que não quero que você volte. O problema é quando a gente se perde. O problema é eu sempre precisar de você pra me achar. Me recuso a precisar de você mais do que eu já preciso. Eu me recuso assumir toda essa bagunça que a gente é. Parece até que a gente nunca vai se ajeitar. Nunca vai tomar jeito. Eu não tenho jeito, você muito menos. A gente não sabe lidar com isso que a gente tem. A gente não sabe lidar com o que a gente não tem. A gente não sabe se lidar. O problema é que a gente tem uma mania ridícula de se enganar. De achar que a gente sabe de tudo, que a gente tem jeito. Mas não tem. No fundo você sabe disso tanto quanto eu. Só que você gosta disso, você gosta de bagunçar. Gosta de entrar sem bater, gosta de passar sem pedir. E eu não sei te recusar. Eu não ensino e você não aprende. Não tem jeito, não dá pra ser. O problema é que isso não impede nada. Não impede nada porque sempre que eu te vejo ir, isso me quebra. Não impede nada porque eu sempre quero mais. E você só sabe dar de menos. Não é fácil, não é simples. Não tem jeito. Não tem nem poção mágica que resolva. Mas a gente precisa se achar. A verdade é que não dá pra desatar esse nó. 

robin and stubb 






terça-feira, 13 de agosto de 2013

Ame alguém que te surpreende , alguém que segure sua mão enquanto ande pela rua, alguém que adora suas qualidades mas ama seus defeitos e conviva com isso, alguém que te faça sorrir mesmo no seu pior momento. Alguém que goste de você mesmo quando você erra. Alguém que pare o que está fazendo só pra te olhar nos olhos e sorrir.
Espere por alguém que vai te dizer todos o
s dias que é sortudo só de te ter do lado, que vai cuidar de você e que vai sempre esta do teu lado independente do momento. Espere por alguém que não é perfeito, mais que seja perfeito pra você.









Ninguém ama sozinho. Aprendi isso ontem. O amor só floresce em um coração, quando o mesmo enraíza em outro coração também. Todo amor tem que ser recíproco. E quando não é, o mesmo adormece. Amor nenhum resiste a solinitude. Amor não é aquele friozinho na barriga que você sente e te deixa de perna bamba. Amor é quando o seu cachorro pula ao te ver chegar em casa, mesmo que você tenha o deixado sozinho o dia inteiro. Amor é quando a sua mãe briga com você. Amor é quando o seu irmão te bate. Amor é quando você se sente bem, por saber que aquele alguém está bem. Amor é quando ele sorri pra você, e você sorri de volta. E quando ele bagunça o seu cabelo, só porque sabe que você não gosta. Amor é quando o seu melhor amigo te xinga e fala que te ama e que te odeia ao mesmo tempo. Amor é aquilo que existe de mais clichê. Amor, é o sentimento mais puro do mundo. E o mais frágil também. O amor, é assim. Complexo e indecifrável. Uma icógnita. Diferente do que pensam amor não é olhar pra alguém e pensar: ‘Só quero que sejas feliz, com ou sem mim’. Amor, é sorrir pra alguém e dizer: ‘Quero te fazer feliz, todos os dias. Quero te ter ao meu lado. Pra sempre’. 

 Quietude








E se soubesse que tudo ia ficar bem no final, não me importaria em nada com o que acontece agora. Mas é horrível passar um dia depois do outro sem ter certeza de nada.

– The Vampire Diaries.






Mesmo que a gente não fique juntos pra sempre, mesmo que acabe semana que vem, nunca destrua o meu carinho por você. Nunca esfrie o calorzinho que aparece dentro de mim quando você liga, sorri ou aparece no olho mágico da minha porta. Mesmo que você apareça na porta de outras mulheres depois de me deixar. Me deixe um dia, se quiser. Mas me deixe te amando. É só o que eu peço.

– Tati Bernardi






A gente entende que saudade, além de não se traduzir, também não se cobra. Que presença e importância não se impõe.

– Tati Bernardi





domingo, 11 de agosto de 2013



Devia ter complicado menos 
Trabalhado menos 
Ter visto o sol se pôr 
Devia ter me importado menos 
Com problemas pequenos 
Ter morrido de amor… 

Epitáfio - Titãs






sábado, 10 de agosto de 2013






Não importa, eu vou te buscar do outro lado do muro, do outro lado do mundo.
 Toda distância é mínima perto da minha vontade de te encontrar. 

Caio Augusto Leite.









“Ele não vai dizer a frase certa na hora certa, e vai fazer você descobrir que não há frases erradas quando se fala com o coração. Ele não vai gostar do que você gosta, e você não vai gostar do que ele gosta, e a criatividade para descobrir prazeres em comum dará à relação um caráter insuspeitado. De um jeito mais simples, é possível amar aceitando o que é possível receber, sem sofrer pelo que foi sonhado em vão.”

 Martha Medeiros.







“E eu quero que você venha cuidar de mim. Quero acordar e assim que abrir os olhos, ver você. Perceber o quanto sou feliz por ter você. Quero que me beije devagar, me segurando com força, e dizendo que ficaria assim até não poder mais. Quero uma vida leve e serena com você. Uma casa só nossa, um filme no frio, e até um cachorro. Quero que você me faça a pessoa mais feliz do mundo, pois eu também te farei se sentir do mesmo jeito. Quero bagunça na cozinha, a gente tentando preparar alguma coisa, e acabando no chão. Quero você, as coisas simples. Então fica. Quero viver esse amor, quero viver nessa vida.”

 Cabana dos Sonhos.






sexta-feira, 9 de agosto de 2013


“De frases clichês, há livros cheios, assim com há bocas repletas de palavras vazias. Corações feridos têm aos milhões, infelizmente, dores absurdamente insuportáveis não são castigos aplicados somente a uma pessoa. Existem sorrisos amargurados em lábios feridos aos cântaros, afinal este é o mundo lotado do comum. Pense que o teu amor não é o maior, assim como tuas dores. Olhe à sua volta, perceba que cada um carrega algo que também é seu. Uma queda, um olhar, um sonho, um medo. Nada é apenas teu, nem mesmo tua vida. Quantos Joões você conhece? Garanto que a maioria deles também conhece uma maria e que já adoeceram de amores. José, Pedro, Madalena, Francisco. Todos eles sentem saudades e juram que ninguém mais sonha em sentir algo assim. Guardam segredos que são compartilhados por tantas outras pessoas, sentem vergonha de ser, o que outros já são a tanto tempo. Temem o amor, como se outrora ninguém que tivesse amado, fosse verdadeiramente feliz.”

Secretária-da-morte and Desafagos









"Quando um pássaro está vivo, ele come as formigas, mas quando o pássaro morre, são as formigas que o comem. Tempo e circunstâncias podem mudar a qualquer minuto. Por isso, não desvalorize ou machuque ninguém e nenhuma coisa à sua volta. Você pode ter poder hoje, mas, lembre-se: o tempo é muito mais poderoso que qualquer um de nós! Saiba que uma árvore faz um milhão de fósforos, mas basta um fósforo para queimar milhões de árvores. Portanto, seja bom, faça o bem!"









Eu estou aqui, então diga pra mim, o que eu nunca consegui entender. Não te conheço mais, viramos opostos como óleo e água sem perceber. Quanto tempo faz que não nos falamos? Eu nem me lembro mais porque… Certas coisas não têm sentido e nem razão para acontecer. Sentimentos bons vêm e vão, temos que viver. Abra os olhos, siga em frente, nada é pra sempre, vamos zerar e recomeçar. Já faz algum tempo. Já faz tempo de mais que o nosso velho orgulho nos separou. A culpa é de quem não assume o erro. E não perdoa aquele que sempre te perdoou.

Nx Zero









Significava mais nada: o prazer de lembrar tinha sido tirado de mim, porque não havia mais ninguém com quem compartilhar as lembranças. Parecia que a perda do colembrador representava a perda da própria memória, como se as coisas que tínhamos feito juntos fossem menos reais e importantes do que eram algumas horas antes.

A culpa é das estrelas







Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado. Às vezes nos falta esperança. Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa. Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar… É nossa razão de existir. Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino. Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa. Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto. É a força da natureza nos chamando para a vida. Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade. Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo. Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram… Descobre também que outras disseram eu te amo uma única vez. E agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração quebrado. Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes: a relação com a família, as condições econômicas nas quais se desenvolveu. (dificuldades extremas ou facilidades excessivas formam um caráter), os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento, seus sonhos, ideais e objetivos. Não deixe de acreditar no amor. Mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá. Manifeste suas ideias e planos, para saber se vocês combinam. E certifique-se de que quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra. Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te deixar, então nada irá lhe restar. Tenha sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco. Pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado. Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário. Existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo. A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna. A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem…

Luís Fernando Veríssimo





Quando é pra ser, não adianta terem inveja, fazerem fofoca, arrumarem confusão. Quando é pra ser, nada impede, pode até balançar, mas nunca cai. A gente sempre fica com medo de ser como as outras vezes que deram errado, mas com o tempo você acaba percebendo que é tudo diferente, não teve hora pra chegar e parece estar bem longe de ir embora, você percebe que aquela pessoa te faz bem, mas não da mesma forma que as outras, te faz bem de uma forma que ninguém nunca conseguiu fazer antes, percebe que com o tempo algumas coisas mudam, não é mais aquela melação que era no começo, mas você sabe que tem aquela pessoa ali perto de ti e principalmente, sabe que ela está ali por você, por vocês e particularmente eu sinto falta de ter alguém assim, na verdade nunca tive alguém assim, alguém que fizesse tudo isso e no fim, permanecesse. Será que falta muito pra aparecer alguém assim? Sei que tudo tem seu tempo,mas estou cansado de esperar.

Aprendizagens.








Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? 
Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário? 

Marley & Eu.






"As coisas nem sempre serão justas na vida real. É assim que as coisas são. Mas na maioria das vezes, você recebe o que dá. Deixe-me perguntar uma coisa: O que é pior? Não conseguir tudo o que você sonhou… Ou conseguir e descobrir que não é o bastante? O resto das suas vidas está sendo definido agora mesmo. Com os sonhos que perseguem, as escolhas que fazem… E com as pessoas que decidem ser. O resto da vida é muito tempo… E o resto da sua vida começa agora."

One Tree Hill.






"A vida tem caminhos estranhos, tortuosos às vezes difíceis: um simples gesto involuntário pode desencadear todo um processo. Sim, existir é incompreensível e excitante. As vezes que tentei morrer foi por não poder suportar a maravilha de estar vivo e de ter escolhido ser eu mesmo e fazer aquilio que eu gosto - mesmo que muitos não compreendam ou não aceitem."

Caio Fernando Abreu



quinta-feira, 8 de agosto de 2013





"Só estava meio vazio, querendo falar uns troços pra alguém de confiança, jogar conversa fora. Está todo mundo ficando velho e esclerosado por dentro. Os bares estão perdendo feio para as novelas, não há mais ninguém nas ruas. Não tenho me identificado muito com ninguém. Mas tudo bem. Levei um tempo até entender que pode ser muito libertador não se sentir parte de nada. E tu sabe como sou, dramatizo para dar às coisas a importância que originalmente elas não têm."

Gabito Nunes





terça-feira, 6 de agosto de 2013





“Eu não sou de ferro. Eu também preciso que alguém venha atrás de mim depois de uma briga, que faça algo pra me fazer sorrir, que me faça carinho, que me abrace quando eu menos esperar eu também preciso de alguém que se importe comigo[…]alguém que prometa cuidar de mim mesmo quando eu não estiver doendo.Preciso que façam algo por mim sem esperar nada em troca”

 Rennan Alves







“Amadureci vendo as pessoas que amo me trocando.”

Clarice Lispector.

“Aí eu chorei. Deitei a cabeça no travesseiro e chorei. Tranquei a porta do quarto e chorei. Nem me lembro mais o motivo. Tudo me doía. Minha alma doía. Chorei até pegar no sono. Achei que dormiria e não acordaria mais, eu até rezei pra que isso acontecesse, confesso. Eu sei, isso é bobagem. Achei que o mundo fosse acabar, mas não acabou. Acordei no outro dia, como se nem tivesse chorado na noite passada. A única evidência, era os meus olhos inchados, mas e daí? era só fingir uma insônia que eu nunca tive que eles acreditam. Acreditam porque não se importam. Nem eu me importo mais. Eu sei que sou forte. Que aguento a barra. Que choro a noite inteira, pra conseguir viver o outro dia. Não é fácil, mas é preciso. É impossível suportar os pesares da vida, sem desabar de vez em quando.”

 Porque a gente sempre acha que o mundo vai acabar, mas não acaba.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013


“Mas se ela voltar, se ela voltar
Que coisa linda, que coisa louca
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos que eu darei
Na sua boca.”

Tom Jobim.






Aí eu tomo um banho bem quente, pra te espantar da minha pele. E canto bem alto, pra te espantar da minha alma. E escovo minha lingua bem forte, pra separar seu gosto do meu. E quase vomito, pra parir você do meu fígado. E tento ser prática e parar de suspirar. E tento abrir a geladeira sem me perguntar o que eu poderia comprar pra te agradar. E tento me vestir sem carregar a esperança de esbarrar com você por aí. E tento ouvir uma música sem lembrar que você gosta de se esfregar de lado em mim. E tento colocar uma simples calcinha e não uma bala perdida pronta pra acertar você. E tento ser só eu, simplesmente eu, novamente, sem esse morador pentelho que resolveu acampar em mim. E nada disso adianta. E o esforço pra não fazer nada disso já é fazer tudo isso.

Isabela Freitas





domingo, 4 de agosto de 2013


“Eu ouvi.
Doeu.
Fingi que tudo bem.
Mas depois chorei.”

 Caio Fernando de Abreu










“O amor era, acima de tudo, compromisso e dedicação, era acreditar que o passar dos anos com uma determinada pessoa iria criar algo maior do que a soma daquilo que ambas poderiam conquistar separadamente.”

 Nicholas Sparks.







“Querida Claire, ”e” e ”se” são duas palavras tão inofensivas quanto as palavras podem ser. Mas coloque-as junto, lado a lado, e elas tem o poder te perseguir você pelo resto da sua vida.”

 Cartas para Julieta.