terça-feira, 27 de setembro de 2011


De vez em quando sou ranzinza também. E irritada. E chata. E 8 ou 80. É que acho que as coisas são ou não são. Se são, por favor, vamos fazer ser. Se não são, por favor, não torre o saco e libere a moita. Penso assim. A gente tem que ser mais agilizado na vida. Ou faz acontecer ou não faz.Mas de vez em quando a melhor saída é assistir da janelinha o que acontece. Sem tentar levar o mundo nas costas, sem tentar resolver os problemas do mundo.

Clarissa Corrêa





Gosto da segurança, mas prefiro dizer não ao tédio. Difícil conciliar. Difícil conciliar lados meus tão opostos, eu que nunca fui certa. Certezas são tão preciosas e ao mesmo tempo tão mornas, não sei se você me entende. Por isso alterno. Me alterno. Por isso choro, escrevo, invento. Vivo cá, vivo lá.

Fernanda Mello


segunda-feira, 26 de setembro de 2011


" Ta só porque quer, por falta de opções é que não é! ''
Disseram-me assim, primeiro a moça na balada e depois o moço no avião. Explicaria que: talvez seja esse o motivo de andar só, não quero opções, quero a única, ter opções é ter um punhado de gente igual que se pode ficar com qualquer um e depois voltar para o ''sempre mais do mesmo'', tenho desejos e objetivos maiores, não quero escolha. As várias e as variáveis, quero pessoa insubstituível e que venha com presença e coisas bonitas, já me vi olhando para uma assim, me vi, me vi, me vi e... Vi-me!

Odeio Circo. Aliás, odeio tudo que me encanta e depois vai embora.

Caio Fernando de Abreu


 
"Amaremos sempre pelo motivo errado.
Quem ama pelo motivo certo é interesseiro."


sábado, 24 de setembro de 2011


Deus não me deu esse estômago enjoado, essa alergia encantada de vida e esse coração disparado à toa. Eu devo ser especial, eu devo ter algum talento. Não, eu não quero ser medíocre, não eu não quero desistir, não quero optar pelo caminho mais fácil, não quero que a energia negativa me enterre.

Tati Bernardi.


sexta-feira, 23 de setembro de 2011



Quando há medo de ir embora,
É porque vale a pena ficar.
 
 

O destino quis que a gente se achasse, na mesma estrofe 
e na mesma classe, no mesmo verso e na mesma frase.



 
Como é que a gente vai explicar pra uma pessoa que qualquer coisa
pode ser verdade, é só a gente acreditar nela?

Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

 
- eu deveria cantar.
- o quê?
- cantar. pois só cantando e poderia explicar o que está acontecendo comigo.
- mas chega! é isso que eu odeio em você! cantar! escuta, eu não sou um dos seus contos não. eu sou um longo e verdadeiro romance. aquele que você nunca será capaz de escrever. talvez eu sofra um pouco no início, quem sabe. mas nada comparado a solidão que é viver do seu lado, a sensação de vazio… (…) nenhum dicionário é capaz de traduzir o que eu estou sentindo

caio fernando abreu.
 
 
 

Não adianta apenas ser bom.
A gente precisa se esforçar para fazer com que a vida dos outros seja boa também.

Clarissa Correa

quarta-feira, 21 de setembro de 2011


Percebi que crio pessoas. Isso mesmo, crio pessoas. Crio pessoas que não existem. Não são amigos imaginários, são humanos melhorados. São pessoas que eu coloco qualidades e defeitos quase irreais. Coloco grandes sonhos e grandes expectivas também. Dou tudo de mim, entrego meus pensamentos e quebro a cara. A parte-que-me-cabe.



 
Que eu sabia ser fria como ninguém, mas na hora de sentir me atrapalhava toda. ‘eis a garota que não sabe amar’, todos diziam. mas hoje em dia quem é que sabe? falo de amar de verdade, não do gostar que as pessoas confundem o tempo todo. quem é que sabe amar sem ao menos tropeçar no próprio coração?




terça-feira, 20 de setembro de 2011


Mas, não deixe para depois.
Depois é um tempo sempre duvidoso. 
Depois é distante daqui. Depois é sei lá.

Ana Jácomo
Amor é quando você tem todos os motivos para desistir de alguém, e não desiste.





A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. Tudo bem… O que a gente não pode mesmo , nunca ,de jeito nenhum, é amar mais ou menos, é sonhar mais ou menos, é ser amigo mais ou menos, é namorar mais ou menos, é ter fé mais ou menos e acreditar mais ou menos. 
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos

Chico Xavier
 
 
 
 
 
 
Eu quero andar de mãos dadas com quem sabe que entrelaçar os dedos é mais do que um simples ato que mantém mãos unidas. É uma forma de trocar energia, de dizer: você não se enganou, eu estou aqui. Porque por mais que os obstáculos nos desafiem o que realmente permanece, costuma vir de quem não tem medo de ficar.

Fernanda Gaona.




Talvez ele tenha medo de eu não querê-lo, já que não posso tê-lo. Assim. Como éramos. Ele não quer me amar, mas também não quer me perder.

Markus Zusak



Podia ser só amizade, paixão, carinho, admiração, respeito, ternura, tesão. Com tantos sentimentos arrumados cuidadosamente na prateleira de cima, tinha de ser justo amor, meu Deus? Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo. Aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim.




"E você não sabe como vale a pena gostar de alguém e acordar ao lado dessa pessoa, ouvindo ela respirar quietinha enquanto dorme, linda. E quando você dorme quietinho assim, eu sei que, apesar de eu não abalar sua vida em nada, você precisa de mim. Você não sabe como isso é infinitamente melhor do que acordar com essa ressaca de coisas erradas e vazias." 

(Tati Bernardi)





Um dia ele não me quis mais. Do nada decidiu que não me queria. Do nada decidiu que não daria certo. Do nada meteu o pé com toda a força na minha bunda. E doeu. Doeu tanto que chorei dias e noites. Doeu tanto que decidi tudo aquilo que a gente decide quando é rejeitada: nunca mais vou gostar de alguém, nunca mais vou errar de novo, nunca mais vou me entregar tanto, nunca mais vou ser tão sincera, nunca mais vou ser tão boba, nunca mais, nunca mais.

Clarissa Corrêa
 
 

Não é não. E não adianta você querer que ele vire um sim. Ah, eu gosto tanto dele, a gente tinha tudo para ser feliz, por que as coisas não saíram como eu planejei? Mulher tem a triste mania de fazer listinhas mentais. Daí quando algo foge do combinado (entre você e você mesma) vira o fim do mundo. Acontece que nem tudo depende da gente. E essa é a grande porcaria.



 
Eu era apenas um acorde errado na tua música.
 
 
 
 

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

 
Ando aqui pensando em nós dois
Será que temos tempo?
Te fiz promessas
Que não posso apagar
Logo você
Que dizia saber
Não sabe
Aonde quer chegar




 "[...]Nunca voltará a ser como era antes, e isso machuca, quase todo dia quando lembro levo 5 facadas no peito. E não é drama não. Eu realmente sinto falta do que a gente era..." 


..Não vá sem mim, fica por aqui
Seja como for, seja até o fim
Se tudo sempre fosse tão fácil assim
Não vem dizer 'tem que ser assim'
Vem recomeçar eu vou desistir
Alguém que vá dizer que tudo não mudou
(Oh, Não mais, não mais)
Vem você dizer adeus, eu não vou voltar
Quem nunca quis amar além do medo
Não vou tentar
Eu sei que estive perto, mas você se foi
Não sou tão inseguro, você não entendeu..
 
 
Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta. 
 
 Martha Medeiros




Então, eis a minha única curiosidade: você às vezes pensa nisso como eu penso?
Com um suave aperto no coração?

Fernanda Young 
 
(Uuuu...)
Você é tão acostumada
A sempre ter razão
(Huuum...)
Você é tão articulada
Quando fala não pede atenção
O poder de dominar é tentador
Eu já não sinto nada
Sou todo torpor
É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
E participo do seu jogo, participo
Não consigo dizer se é bom ou mal
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça
Sem você não tem graça
(Uuu...)
Você sempre surpreende
E eu tento entender
(Huum...)
Você nunca se arrepende
Você gosta e sente até prazer
Mas se você me perguntar
Eu digo sim, eu continuo
Porque a chuva não cai
Só sobre mim
Vejo os outros,
Todos estão tentando
E é tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
E participo do seu jogo, participo
Não consigo dizer se é bom ou mal
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá e o que quer que eu faça
Sem você não tem graça
É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
Eu participo do seu jogo
É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
Eu participo do seu jogo, do seu jogo.



"Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas,
parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente 
deixar o coração nos contar o que sabe.
E ele conta. Com a calma e a clareza que tem."

[Ana Jácomo].
 
 
 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011


Eu tenho o costume de sofrer muito por esperar dos outros uma atitude que não vem. Pode ser da mãe, do pai, do amigo, do colega de trabalho, do namorado, do mosquito que faz barulho chato no ouvido no meio da noite. Eu espero porque eu faço. Me dou de bandeja, mas nem sempre consigo me perdoar. E preciso entender que as coisas não vão ser como eu quero.

 Clarissa Corrêa


Para com essa falta de sintonia. Aqueta esse facho! Parece que o peito vive sambando, ninguém é perfeito, para de quebrar encanto. Vê se fica ai amoadinho, só te tenho por carinho, não faz assim.

Ei, não tenta entender as voltas que eu dou sozinha. Deixa só um mistério estranho de filme trash. Ninguém quer descobrir o que há por trás da mulher diferente, mas ela ainda é a mulher diferente que deve ser descoberta. Passo horas falando pra ficar muda de repente, passo toda a segurança do mundo pra me derrubar em medos bobos. É que tudo fica mais legal em constante mudança. E eu nem sei mais ser a mesma sempre.

(Verônica H.)

Ando cansado de entregar meu coração e as pessoas não cuidaram direito. Ando cansado de ser passado pra trás, cansado de morrer a cada dia por quem não merece.
 Caio Augusto Leite 
 
 


=(


Ele largou do video game, dos cigarros e do café.
Ela não aceitava dividi-lo com outros vicios.



Machuca, dói e faz chorar. Embaralha seus pensamentos, invade sua cabeça, gasta seu tempo, tira seu sono, mata você de saudades. Vai embora e depois volta. Te faz enlouquecer, brigar, ficar com ciúmes. Te faz desistir, achando que não aguenta mais esse amor louco, cheio de brigas, desentendimentos, corações na mão e aperto no peito. Aí você realmente desiste… por alguns segundos, até perceber que tudo isso vale a pena. Nada supera o tamanho do seu sorriso ao falar com ela.



quinta-feira, 15 de setembro de 2011


Te amo e te odeio.
É como se eu tivesse vontade de te dar um tiro e entrar na frente pra te salvar. 


Fica só mais um pouco, até que eu grave teu rosto de forma eterna. Quero guardar teu sorriso, teus olhos, teu jeito, antes que venha o dia e me roube você. Quero te amar nessas ultimas horas, o suficiente para o resto de minha vida. Que para cada momento, cada segundo aqui vivido, equivalha a eternidade de não te ter mais. Deixa que eu te ame uma vez mais...

Peguei o celular, busquei seu número na agenda (como se eu já não tivesse decorado), hesitei em clicar na tecla de chamada. A última lágrima caiu no visor. Engoli a seco a saliva, o choro, tudo. Me levantei e decidi ir embora com essa ideia da ligação perturbando a cabeça. Mas vontade dá e passa, diferente da dor que parece ser sempre constante. Amanhã eu vou acordar feliz por ter resistido ao fato de não te ligar e com uma tristeza tremenda de saber que isso tudo não foi um pesadelo, que você não está aqui e talvez nunca mais esteja. E eu vou poder dormir com essa camisa larga todos os dias e com a maquiagem borrada, abraçada nesse ursinho de pelúcia e pedir pizza pequena pro moço da entrega porque minha vida anda vazia, apesar do meu coração estar cheio de amor. Amor doído, amor traído, amor rejeitado, enfim, uma droga de amor. Amor que ninguém quer pra si, amor que ninguém quer pra amar.”

-Thalita Santos
 
 

quarta-feira, 14 de setembro de 2011



Gosto de você chegar assim arrancando páginas dentro de mim desde o primeiro dia .

- Chico Buarque

terça-feira, 13 de setembro de 2011


Eu vou para a cama todo dia com 5 livros e uma saudade imensa de você. Ao invés de estar por aí caçando qualquer mala na rua pra te esquecer ou para me esquecer. Porque eu me banco sozinha e eu me banco com um coração. E não me sinto fraca ou boba ou perdendo meu tempo por causa disso. 
Tati Bernadi

Foi então que o vento começou a soprar. Compreendi que viver é isto. Uma canoa que a vida nos empresta e só vale o quanto temos disposição para remar. Tenho medo que a minha termine num gemido afogado, por ter batido em uma rocha atormentada por lembranças que ela decidiu petrificar. Mas preferi acreditar que o temporal passaria largo e ao invés de se despedaçar eu a encontraria reluzente sobre as águas. Às vezes eu fico de pé dentro dela, gosto de olhar a travessia. Gosto de forçar o remo e sentir como é bonita a maneira como ela deixa tudo para trás. Olho para as margens e vejo o sol mergulhar no horizonte. Vejo as flores, os bosques, os prados, os jardins, as florestas e seus bichos correndo para os montes. Quero um mundo com o qual eu possa me emocionar. Quero ter a soberania de uma borboleta almirante e cessar fogo no entrecortar de minhas asas. Quero uma paisagem pela qual valha a pena lutar. Chega de me estraçalhar em guerras para as quais eu nunca tive armas.

E a gente tem aquela vontade súbita de andar pela noite:
não apenas para olhar as estrelas, mas também para por elas sermos vistos.

Marla de Queiroz


..O meu amor conhece cada gesto seu
Palavras que o seu olhar só diz pro meu
Se pra você a guerra está perdida
Olha que eu mudo os meus sonhos,
Pra ficar na sua vida!..


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

 
' O tato é, talvez, o sentido sobre o qual menos se tenha falado. Há uma filosofia dos olhos, uma filosofia do ouvido, uma filosofia da boca. Mas desconheço uma meditação filosófica sobre o tocar. E, no entanto, a pele é lugar de tantas alegrias ..

[Rubem Alves]