quinta-feira, 31 de março de 2011


..Me traz o seu sossego
Atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurra em meu ouvido
Só o que me interessa..

quarta-feira, 30 de março de 2011


Anyway, me dói a possibilidade de um não, me dói a possibilidade de um silêncio, me dói não saber de que forma chegar a ele, sacudi-lo, dizer 'me olha, me encara, vamos ou não vamos nessa?

C. F. Abreu


"(...)Não estou vivendo perigosamente. Troque o perigosamente por intensamente, inconsequentemente, apaixonadamente. Não há perigo. Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber mais viver sem um manual de instruções."

Martha Medeiros, in Divã
 


Ela não sabe mais nada sobre mim. Não sabe que o aperto no meu peito diminuiu, que meu cabelo cresceu, que os meus olhos estão menos melancólicos. Ela não sabe quantos livros pude ler em algumas semanas. Não sabe quais são meus novos assuntos nem os filmes favoritos. Ela não sabe quantos amigos desapareceram desde que me desvencilhei da minha vida social intensa. Ela não sabe que eu nunca mais me atentei pra saudade. Que simplesmente deixei de pensar em tudo que me parecia instável. Que aprendi a não sobrecarregar meu coração, este órgão tão nobre. Ela não sabe que tenho estado tão só sem a devastadora sensação de me sentir sozinha. Ela não sabe que desde que não compartilhamos mais nada sobre nós, eu tive que me tornar minha melhor companhia: ela nem imagina que foi ela quem me ensinou esta alegria.

Se você acha que ama duas pessoas ao mesmo tempo, escolha a segunda. Porque se você realmente amasse a primeira, não teria uma segunda opção.
Johnny Depp


 “... e mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz.”
 (Caio Fernando Abreu)


..Você não quer ver nada além do seu umbigo
E eu quero ver o que há depois do perigo
Você acha que ninguém sofre mais do que você
Talvez porque não saiba ao certo o que é sofrer
Ando pelas ruas cheirando a fumaça dos motores
Enquanto você fantasia suas dores de amores..

 


terça-feira, 29 de março de 2011


Quando você menos espera a vida te vira do avesso, 
e você descobre que o avesso é o seu lado certo.



Pra baixo lisinho, pra cima toquinho!. *-*


 
Eu chorei porque precisava de colo, porque precisava te mostrar a minha fragilidade escondida no meu mau-humor.
Eu chorei porque vez ou outra ele ainda bate na minha porta e eu o deixo entrar, e eu sei que isso é medo do tanto que você habita todos os lugares.
Eu chorei porque eu sempre canso de tudo e tudo sempre cansa de mim. Chorei de cansaço profundo de sempre cansar de tudo e tudo sempre cansar de mim. Chorei de apego ao cheiro do novo e principalmente de melancolia pelo cheiro do velho. E chorei porque tudo envelhece com novos cheiros e a vida nunca volta. Eu chorei de pavor da rotina, de pavor do fim, de pavor de sair da rotina e começar outros fins.
Eu chorei meu medo de submissão, o meu medo de vomitar, o meu medo de me mostrar pra você tanto, tanto, e não ter mais o que mostrar. Eu chorei minha infinidade de coisas e o medo de você não querer abrir os mais de um milhão de baús que existem escondidos na caixa cerrada que eu guardo embaixo do meu peito. Eu chorei meu fim e o medo do meu infinito.
E eu teria chorado cinco anos se você não me dissesse que já era hora de parar. E eu chorei depois cinco anos escondida, porque eu não sei a hora de parar e não quero que ninguém me diga.

Tati Bernardi
 
 
 
me pega e leva, porque eu te amo, andei fugindo mas estou aqui.derretido, sentimental... porque deixar de amar não é normal, não se desama dando um mero tchau...
Peito Aberto - Kid Abelha
 

 Pra onde vai o amor? O que você fez com o seu? Deu descarga? O que eu faço com o meu? Dai eu te ligo, escondida no jardim da agência que eu trabalho. Chorando horrores. E te peço desculpas. "Eu sei que faz só um mês que estamos juntos mas o que você fez com o nosso amor?". Por que você ficou frio e sumiu e esqueceu e secou e matou e deletou e resolveu e foi? E você diz que está trabalhando e eu me sinto idiota. Me sinto esfolada viva pelo mundo. Me sinto enganada por anjos. Me sinto inteira uma enganação. Respiro mentiras. Visto desculpas. Ajo disfarces. Porque a gente estava sim se amando mas você correu pra levantar antes a bandeira do "se fudeu trouxa, o amor não existe". Justo você que eu escolhi pra fugir comigo das feiúras do mundo. Porque você me emprestava a mão dormindo e pedia colo vendo tv e queria me fazer camarões fritos e escondia as meias suadas quando eu chegava antes do que você esperava. E você me perguntava o tempo todo se eu percebia como era legal a gente. E então, só pra fazer parte da merda universal de toda a bosta da vida, você se bandeou pro lado do impossível e se foi e me deixou como louca, escondida no jardim da agência, chorando, te perguntando pra onde foi o amor. E você riu e disse "mas eu só estou fazendo minhas coisas". E eu me senti idiota e louca e chata e isso foi muito cruel ainda que seja tão normal. Normal não me serve não encaixa não acalma. 
 

E isso é para sempre, por mais que o tempo passe e a afaste cada vez mais dele, que continua eterno naquele segundo em que o viu.
Caio F. Abreu
 
 
E lá vem você me olhar apaixonado e, no segundo seguinte, frio. E me falar para eu não sofrer e para eu ir embora e para eu não esperar nada e para eu não desistir de você.
Tati Bernardi
 
 

A imagem é sempre dele indo embora com a roupa cheirosa, o topete impecável, os dentes fortes e a vida ajeitada. E de eu ficando pra trás rasgada, suja, cuspindo sangue e sentindo uma falta absurda de alguns motivos para viver que ele roubou para se abastecer.

Tati Bernardi
 
 
(...) e olhar para ele, com o seu sorriso misturado de pior e melhor pessoa do mundo. E olhar o brilho dos seus olhos sem saber se vinha da alma ou da lente de contato. Enfim: olhar e me sentir errando tanto e acertando muito. Isso tudo fazia valer os últimos dez, quinze ou quarenta dias sem saber se ele estava ou não vivo. Era um jogo estúpido, mas o brindezinho que eu ganhava no final justificava os dias de luta perdida.

Tati B.
 

segunda-feira, 28 de março de 2011


Antes de você eu não entendia as canções, dormia bem todas as noites, 
não me importava com o tamanho das minhas roupas, esquecia o celular, 
tinha pensamentos livres e horas vagas. 
Meu coração era saudável, lento, constante.
Eu não tinha febre psicológica, crise emocional, stress acumulado, 
nem carência afetiva. 
Não tinha ciúme, ódio, ou pensamentos psicopatas. 
Eu sempre tinha a razão. 
Não me importava em ficar bêbada, dançar na rua, ouvir músicas chatas, não aguentava reclamações, mas não passava mal de rir, não planejava tantas coisas boas, não tinha ninguém pra me explicar piadas. 
Antes de você eu não morria de saudade, não era tão bem-humorada, não me preocupava em fazer alguém feliz, em cuidar de alguém. 
Eu não sabia sequer que um abraço curasse tanta dor, que o mundo cabia num sorriso, e que era possível amar uma pessoa tão diferente de mim. 
A verdade é que antes de você, eu não era eu.
Agora eu sei porque você faz tanto sentido em minha vida.



Eu te dei minhas histórias, meus problemas, meus segredos, minha vida. Te entreguei meu coração, assim, sem reservas, sem receio, com a certeza que eu eu estava fazendo a coisa certa. Não vou mentir que já pensei num mundo sem você, mas doeu tanto, tanto, que meus pensamentos não conseguiram montar uma história sequer, porque minha história mesmo está acontecendo agora, com você fazendo parte dela. Eu quero construir uma vida com você, uma história, não precisa ser como as de cinema nem de novela, só por ser com você já vale a pena. Queria mostrar através de atitudes como eu posso te fazer feliz, te puxar num abraço apertado quando você se chatear com alguma coisa, ficar fazendo caretas pra você enquanto estivesse conversando algo sério comigo, te fazer surpresas, te beijar no meio de uma briga, te contar com meus olhos o quanto fico feliz só de ver o teu sorriso, lindo. Palavras não fazem isso, nunca são suficientes, eu sei. Preciso também te lembrar como nossas brigas são inúteis, como eu queria gritar com você pra que você parasse, pra que prestasse atenção em mim. Posso ser birrenta, não penso pra falar e meto os pés pelas mãos, te encho o saco com minhas bobagens, mas eu tenho muita vontade de te fazer feliz, de entrar em você de tanto que te quero pra mim. Acredita em mim, eu posso te amar ate o fim de nossas vidas , te dar carinho todos os dias , te fazer sorrir sempre,ser fiel a você ,te proteger , juro que posso te fazer feliz, mesmo. 

 
 
Um dia talvez você entenda o quanto a sua distração me dói, o quanto esse seu silêncio me rasga.
Caio F. Abreu
 
 
 
você pode ter todos os defeitos do mundo,
mas ainda é melhor do que o resto do mundo.



Eu te prometo que quando eu morrer vou dar um jeito de ser o seu anjo da guarda, que vou estar em todos os seus caminhos. Vou ser seu anjo e te guiar, prometo que de noite vou ficar sentada na beira da cama te olhando dormir, vou te envolver nas minhas asas para que você se sinta mais segura e cantar suavemente no seu ouvido para você não ter pesadelos. Não se assuste quando estiver triste ou chorando e sentir algo em seu ombro, é apenas minha mão para você saber que não está sozinha. Eu prometo que nada de ruim vai acontecer à você. Quando aparecer algum problema eu vou estar lá, e quando tudo estiver calmo eu também vou estar lá. Eu vou estar feliz porque de alguma forma eu vou estar perto de você, de alguma forma eu vou cuidar de você. Afinal, quando prometi que ficaria do seu lado pra sempre eu estava falando sério! Te amo demais. 


; Que seja doce tudo que tiver que ser.
 
 
 
;
 Seu sorriso derretia satélites e corações gelados !
 
 

domingo, 27 de março de 2011



Não vou criticar seus modos, seu linguajar, nem mesmo seus assobios. Com o tempo aprendi que o ciúme é um sentimento para proclamar de peito aberto, no instante mesmo de sua origem. Porque ao nascer, ele é realmente um sentimento cortês, deve ser logo oferecido à mulher como uma rosa. Senão, no instante seguinte ele se fecha em repolho, e dentro dele todo o mal fermenta. 

(Chico Buarque - Leite derramado)




- eu não te entendo.
- Você não me entende porquê você nos divide em dois: eu e você. Não existe divisão. Eu não sou só eu. Eu sou também você e todos os outros, e todas as coisas que eu vejo. Você não me entende porque você nunca me olhou. Olhe firme no meu olho, me encara fundo. A gente só consegue conhecer alguém ou alguma coisa quando olha para ela bem de frente, cara a cara. Me diz o que é que você está vendo no fundo das minhas pupilas?
- No fundo das tuas pupilas eu vejo meu próprio rosto.
- E no fundo das suas pupilas eu vejo o meu próprio rosto. Quando eu olho no seu olho eu sou você e você é eu. Se você tiver medo de mim é porque você tem medo de você. Me diga agora, outra vez: você tem medo de mim?

  Caio F.  


”Me diga onde te encontrar, porque eu não sei. Devo seguir causando desordem?Talvez esteja na hora de ir embora. Vou sonhar com você, e rezo para que não me acordem…estaremos sobre as estrelas, você colocara minha mão sobre seu coração, como costumava fazer, e sussurrará que me ama, me oferecendo seus olhos a cada minuto. Depois andaremos de mãos dadas, e todo o resto saberá que somos eu e você, e sempre seremos nós.”



(Ei me deixa desvendar esses teus segredos , que fazem parte de todo esse mistério que é você menina, deixa eu te fazer entender que você não precisa rodar o mundo atrás dessa sua incansável sede de respostas, deixa eu te mostrar que você gosta muito mais de insistências e estadias do que pensa, deixa eu refazer esse seu sorriso e te transformar num clichê , deixa eu te convencer que não é tão durona assim e que você não quer mesmo ficar vivendo só de filmes, livros e músicas, deixa eu te mostrar que é muito melhor sentir do que observar, deixa eu te arrancar desse seu modo conforto, dessas suas convicções radicais, dessas cortinas preto e branco, me deixa quebrar esse seu muro, e te mostrar que não, você não esta bem assim, deixa eu confundir suas confusões, ocupar esse teu submundo, fazer as borboletas te visitarem, e tirar o equilibro dos seus joelhos, me deixa te mostrar que você gosta de se sentir amada, me deixa te amar….)


Eu não vou exigir que me leia, que me entenda, que note as minhas inseguranças nas mãos inquietas todo tempo, que perceba minhas tristezas diferentes dos meus dramas cotidianos. É só você vir, que eu prometo me apresentar como uma pessoa sensível, simples, leve. O resto todo prometo guardar.



“Tem que ter drama. Se não tiver drama, eu faço acontecer o drama. Por isso deve ser tão difícil conviver comigo, quem sabe? Pra mim, quanto mais dramático, mais bonito.”
ESTEBAN TAVARES
 

sábado, 26 de março de 2011


Vontade de pedir silêncio, porque não seria necessária mais nenhuma palavra um segundo antes ou depois de dizerem ao mesmo tempo:
- quero ficar com você.
 
(Caio F. Abreu)


Agora nós vamos viver juntos e ser felizes para sempre. vamos ter girassóis no terraço, passarinhos na varanda, almofadas macias, vinhos e queijos todas as noites. 
 
(Caio F. Abreu)




Ai chega a hora, em que distribuo um segredo: o tudo que faltava,
talvez seja você. digo e vou dormir, sem sonho, mas dentro dele..
 
(Caio F. Abreu)
 
Então quero que você venha, para deitar comigo no meu quarto novo, para ver minha paisagem além da janela, que agora é outra, quero inaugurar meu novo estar-dentro-de-mim ao teu lado, aqui, sob este teto curvo e quebrado, entre estas paredes cobertas de guirlandas de rosas desbotadas. vem para que eu possa acender incenso no Nepal, velas da Suécia na beirada da janela, fechar charos de haxixe marroquino, abrir armários, mostrar fotografias, contar dos meus muitos ou poucos passados, futuros possíveis ou presentes impossíveis, dos meus muitos ou nenhuns eus. 

(Caio F. Abreu)



"De ti, sinto tanta saudade por mais que pra ti não pareça, 
é que por vezes eu choro e minto que é dor de cabeça"

sexta-feira, 25 de março de 2011


"Eu estou meio pra baixo por causa do meu último ás.
Justamente o de copas ficou por último.
Eu estava esperando espadas.
Peguei copas e, por alguma razão, este parece o mais perigoso de todos.
O naipe é de corações, cara, saca? Tem gente que morre de mágoa, um troço que afeta o coração. Uma porrada de gente morre de ataque cardíaco. E é o coração que mais dói quando as coisas dão errada e se desmoronam."



"...Você me deu o que eu não conhecia: um tempo onde cada segundo de você contará em minha vida, muito mais do que qualquer outro segundo. Eu pertencia a todos os povos, mas você inventou um mundo..."


 
 “Você já pensou nisto? Os rochedos resistem às ondas, ao sal, ao vento, mas se deixam modelar, mudam as suas formas, com o tempo ficam lisos, perdem os cantos, parecem macios...”
(...)
“As ondas, os rochedos... como o amor entre as pessoas. Nos encontramos, nos escolhemos e vamos para o alto-mar.

(Desculpa se te chamo de Amor – Federico Moccia - pág. 406)
 
 

"A lei da gravidade no pode ser responsabilizada pelo fato de uma 
pessoa cair de amores por outra." 

(Albert Einstein)
 
 
- Às vezes eu penso como teria sido se eu não tivesse segurado a sua mão aquela noite.
- Você se arrepende?
- Não é isso. Não sei explicar, só penso a respeito.
- E o que você pensa?
- Fecho os olhos e então só vejo você.
- Acho que o fato de isso acontecer deve ser algo maravilhoso.
- Não, acho que é apenas bom.
- Por quê?
- Porque maravilhoso é quando ABRO os olhos e te vejo.


 
"E não sei o que dizer, Zézinho, não tô bem. Isso é uma coisa que eu posso dizer, tendo certeza dela. Mas é também uma coisa pela qual você não pode fazer nada, e de pouco adianta eu dizer. Ô, Zé, ando tão desorientado, já faz tempo. "
 
 

quinta-feira, 24 de março de 2011



Te amo!.



- Nenhum deles lembra seu jeito doce de encarar a vida e de me acalmar .Nenhum deles me faz rir como você faz (...) Porque não quero que passe . Eu quero poder acreditar que aquela sua jura de amor eterno é verdadeira.

eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo.

terça-feira, 22 de março de 2011


Eu sou “a moda antiga”. Beijo na bochecha me conquista, cavalheirismo então nem se fale, gosto de receber surpresas, aprecio as coisas que o mundo diz ser “cafona”.
 
(...)
É porque eu tentava caminhar onde não havia espaço.
E no seu abraço eu encontrei o caminho mais perfeito pro meu próximo passo.

Marla de Queiroz
 

“Polisipo, em grego, significa “pausa na dor”. Têm sido, estes dias, polisipos.” 


domingo, 20 de março de 2011


Sempre acreditei naquela frase:
mas é exatamente quando a gente ta cansado que o coração distrai e então a sorte vem“.

sexta-feira, 18 de março de 2011


“Quando eu achar que o amor esta acabando prometo me
lembrar dos motivos que me fizeram te amar um dia” 



"Engraçado, vou-me adensando à medida que o dia avança. Quando chega a hora de dormir estou um poço de profundidade, sinto-me capaz de resolver qualquer problema... Acontece que é hora de dormir, e eu não vou escapar às facilidades da cama para resolver problemas. Nunca escapo das facilidade, aliás, sejam elas quais forem."

Caio. F. Abreu



"Nunca é tarde, às vezes é apenas cedo demais.
Eu tenho que entender isso. Aliás, eu tenho que entender tantas outras coisas."


quarta-feira, 16 de março de 2011



“Me apeguei, me enrosquei e fiz o possível pra você ser meu. Eu gosto dos seus beijos, dos seus carinhos, dos seus sorrisos. Gosto da maneira de como você me amassa, me descabela, me desorienta e eu nem tento me conter. Gosto de como você tira meus freios aos poucos e eu não sinto dor ou medo do seu lado.. eu sei viver sem ter você, sei sentir desejo por outras pessoas (mesmo que não saia do pensamento) e não me enfiei em nenhum caminho sem volta desde que te conheci, mas quando você passa, deixa o ar com cheiro de 
segurança e me faz pensar em coisas bonitas que fazia tempo que eu não pensava”





Havia valor nele, e isso não passou despercebido para ela.
(A menina que roubava livros)